Sono dos bebés

 


O sono dos bebés é um problema universal causado pelos pais. A solução é: disciplina, persistência e muita paciência.

Uma pesquisa mundial, sobre o perfil do sono das crianças até 3 anos patrocinada pela Johnson & Johnson mostra que, pelo menos em número de casos, a insónia dos bebés é mais de responsabilidade dos pais do que de doenças subjacentes, mas eles não têm consciência disso.

Os principais indicadores da existência de problemas de sono nas crianças pequenas são: dormir muito tarde (em geral após as 21 horas), não ter uma rotina pré-berço e exigir a presença dos pais durante a noite, seja para ser alimentadas ou só ninadas. 42% das crianças  pesquisadas  dormem no quarto dos pais, sendo que 22% na cama deles, hábitos desencorajados pelos médicos, primeiro pelo risco de acidentes e depois porque, como confirma o estudo, os bebés que dormem no próprio quarto dormem mais, mais cedo, e acordam menos vezes durante a noite.

Na Ásia, é cultural a questão de pôr as crianças para dormir com os pais. Já em outros países, a questão é outra, os pais têm pena do filho, acham que não dão a atenção devida, que ele sente a falta ou então o colocam na própria cama por comodidade, porque eles precisam dormir e ali fica mais fácil cuidar da criança.

A solução do problema exige muita paciência e disciplina. O sono é uma função aprendida. O bebé precisa aprender a dormir. Os problemas médicos que podem provocar distúrbios de sono não chegam a 5% dos casos. Em geral, as dificuldades podem ser amenizadas se os pais adoptarem comportamentos diferentes. Os pais não erram por mal. Eles também sofrem.

Entre os passos do aprendizado dos pais estão determinar - e seguir religiosamente – um horário e uma rotina de sono e ensinar a criança a dormir sem ajuda externa. A pesquisa confirma e os especialistas condenam ver televisão, como fazem 28% dos pequenos antes de dormir, excita, desperta e não prepara a criança para uma boa noite de sono.

Dicas para ajudar as crianças a dormirem bem à noite

Estabelecer uma rotina simples a  repetir todas as noites. Iniciar por volta das 20 horas para aproveitar a hormona melatonina, que induz e mantém o sono e atinge o seu pico em torno da meia-noite.

Por a criança a dormir no mesmo horário todos os dias. Um pouco antes reduzir as actividades que excitam como visitas, brincadeiras, som alto.

Deixar a criança aprender a adormecer sozinha. Assim, caso acordar durante a noite, não vai precisar dos pais, de mamadeira, ou de ajuda externa.

Se precisar amamentar durante a noite, não acenda a luz, use uma lâmpada fraca.

Quando a criança dormir durante o dia, reduza a luminosidade do quarto, mas conserve a luz e os barulhos normais da casa.

 

 

Fonte: Revista Veja, Edição 2105, 25 de março de 2009

 

 


Desenvolvido por INTERACTIVE.com - info@interactive.com
info@psico-online.net
2001 Todos os direitos reservados