Psicologia da Mudança

 

A mudança está associada a conceitos de novidade, melhora, renovação. Nem sempre é fácil, implica na renúncia aos próprios esquemas e a perda de alguns pontos de referência que anteriormente garantiram segurança e familiaridade.

A mudança a um novo país e a uma cultura diferente pode significar uma experiência de muito stress, angústia e ansiedade. Na fase de adaptação podem surgir dificuldades de integração na nova comunidade.

A inserção de um indivíduo numa cultura diferente da sua, resulta num conjunto de processos sociais e psicológicos característicos conhecidos como: choque de cultura, doença nostálgica ou síndrome de adaptação do estrangeiro.

A síndrome de adaptação do estrangeiro é um tipo de desordem com características de stress pós-traumático no qual estão envolvidos muitos factores emocionais como:
- A expansão do vínculo emocional
- Ansiedade
- Depressão
- Pensamentos Disfuncionais
- Sintomas Físicos
- Sintomas Psicológicos

Geralmente há um desfasamento entre o idealizado e o que encontramos na realidade, que poderá levar a sentimentos de frustração e descontentamento.

Mudar significa deixar algo e quando deixamos sentimos uma falta, saudade e alguma tristeza. Temos que fazer um luto do que sentimos como perda. É um desenraizamento.

É preciso refazer amizades, conhecer novos lugares, reaprender coisas simples do quotidiano e o que parece ser uma aventura fascinante pode se transformar numa proeza alucinante.

Ter consciência dos conflitos que podem surgir pela mudança de país é o primeiro passo para vencer as dificuldades de adaptação.

Dicas para lidar com a adaptação
•Deixe fluir a transformação da mudança naturalmente, sem forçar-se a aceitar e sem rejeitar o novo.
•Reconstrua e estabeleça novos vínculos de amizade.
•Dialogue sobre a mudança, é importante falar.
•Encare as novas experiências sem preconceitos.
•Procure fazer amizades com pessoas do local e estabelecer novos vínculos
•Não critique, procure compreender o ponto de vista do outro.
•Tente ser flexível.
•Frequente um clube.
•Use a criatividade para vencer as diferenças.
•Não se isole, procure integrar-se.
•Aprenda a língua do país.

Tratamento Psicológico: é eficaz em casos de dificuldades persistentes acompanhadas de depressão. É direccionado para a ansiedade e depressão que a pessoa apresenta e que se revela nos diversos sintomas físicos e psicológicos. Envolve uma terapia centrada na pessoa para que possa superar suas dificuldades de adaptação ao novo contexto, vencer à angústia da separação e devolver a segurança e a estabilidade emocional.


Mariagrazia Marini Luwisch
psicóloga clínica psicoterapeuta

 


Desenvolvido por INTERACTIVE.com - info@interactive.com
info@psico-online.net
2001 Todos os direitos reservados